28/09/2016 às 10h56min - Atualizada em 28/09/2016 às 10h56min

Está chegando a hora!

É chegada a hora dos brasileiros usarem a sua mais eficaz arma, o voto. Esse tem o poder de transformar, de punir, de manifestar a satisfação ou a insatisfação. No dia do pleito, todos os brasileiros têm a mesma importância diante da urna. Homens, mulheres, alfabetizados, analfabetos, independentes da raça, credo, condição social. 

Todos com idade acima de 16 anos podem votar, estando dentro do que rege a lei eleitoral. Isso é democracia. 

Nunca é demais reforçar, que o voto é um instrumento precioso e secreto, por isso deve ser aplicado de forma responsável. E foi justamente responsabilidade que faltou para muitos políticos nos últimos quatro anos. Muitos retirados do poder pela Justiça, esta que, de fato, está ao lado do povo. Diferentemente de muitos candidatos que lembram de sua população somente durante a campanha. 
Mas pode ter sido tarde demais. Quem trabalhou, certamente que será reconduzido ao cargo. Ao contrário dos que pensaram apenas em fazer e/ou usar a política em benefício próprio. Cada ano que passa, o eleitor está mais atento às ações de seus governantes. Certamente que muitos vão às urnas mais esclarecidos. Já outro grupo de eleitores se mostra apático, desanimado e sem motivação para votar. Reflexo de uma série de episódios envolvendo políticos, os maus políticos. 

Descrentes da mudança, esses irão engrossar o número de ausências nesse pleito. Em Bragança Paulista, cidade com maior número de eleitores da região bragantina, foram 19.561 abstenções (17,24%), em 2012. Não é pouca coisa, ainda mais considerando que nessa cidade a eleição foi decidida por apenas 21 votos. 

A ausência do eleitorado será também motivada pela falta de opção de candidatos, o que deve contribuir para o aumento dos votos nulos e brancos. É um direito que lhe cabe. Ninguém é obrigado escolher um candidato, a obrigação é com a Justiça Eleitoral, por isso há a justificativa do voto. 

Caro eleitor, clichê à parte, vote com consciência, sem interferência de amigos, de “favores”, a serem pagos ou coisas do tipo. O futuro da sua cidade, está nas suas mãos. 

Pesquise antes de votar e saia da sessão eleitoral, com a sensação de dever cumprido, e com a consciência tranquila, lembrando que na segunda-feira, não haverá mais candidatos nas ruas apertando sua mão. O próximo encontro com eles pode ser somente daqui há 4 anos.  

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »