08/04/2015 às 15h41min - Atualizada em 08/04/2015 às 15h41min

Em menos de doze horas bandidos assaltam dois comércios em Pinhalzinho

Foto: Google Maps

O primeiro assalto aconteceu no Restaurante “O Caipira” no bairro dos Pintos, zona rural de Pinhalzinho. De acordo o Boletim de Ocorrência, por volta das 20h20 de sábado, dia 04, seis bandidos armados e encapuzados, invadiram o restaurante onde, além do dono, estava um cliente. Sob ameaça de arma de fogo e levando chutes nas pernas, o proprietário foi obrigado a entregar o dinheiro que estava no caixa, cerca de R$ 500 e uma moto CG 125. Os bandidos roubaram ainda o celular e uma corrente com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, ambos do cliente.  Mas antes de fugir um dos assaltantes devolveu a correntinha. 

A moto foi encontrada dias depois do assalto em outro bairro da zona rural, por uma mulher que passava pelo local e que chamou a polícia. A moto estava sem a chave e com a direção travada. Ela foi devolvida ao dono do restaurante.

Roubo a Supermercado

Na madrugada de sábado para domingo, ou seja, menos de doze horas depois do assalto ao restaurante, bandidos roubaram o Supermercado Shimoda, no centro de Pinhalzinho. Os criminosos fizeram um buraco em uma das paredes e entraram no estabelecimento. Não havia segurança na loja e não há informação se o alarme disparou ou não, mas de acordo com o Escrivão-Chefe da Delegacia de Pinhalzinho, Jose Ricardo Kiota, apenas parte da ação dos bandidos foi registrada pelas câmeras, pois os bandidos viraram as câmeras para a parede. O valor roubado, segundo o Boletim, é de R$ 8 mil reais.

Para Kiota, os dois roubos não foram praticados pelos mesmos bandidos. “São casos diferentes, e acreditamos serem fatos isolados. Mas estamos investigando também esta hipótese”, disse ao informar que até a tarde de quarta-feira, 8, a empresa responsável pelo monitoramento do supermercado ainda não havia entregado as imagens à Polícia. Os dois casos estão sendo investigados pelo investigador Durval Alves da Costa.

Quem tiver informação pode, anonimamente, passar para a Polícia. O telefone é o (11) 4018 4382.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »