28/11/2018 às 13h18min - Atualizada em 28/11/2018 às 13h18min

Finalizada sindicância sobre acidente com ônibus escolar

Foto: Arquivo JBR


No dia 25 de novembro, completou quatro meses do acidente envolvendo um micro-ônibus escolar da cidade de Pinhalzinho, que ao invés de estar transportando alunos, estava com pacientes da Saúde.

O coletivo foi atingido por um caminhão quando passava pela avenida José Gomes da Rocha Leal, uma das mais movimentadas de Bragança. 

Na época, a Prefeitura se manifestou informando que havia aberto uma sindicância para apurar os fatos.

Na segunda-feira (26), depois de ser questionada pelo Jornal de Bragança e Região, a Prefeitura se manifestou, dizendo que a Sindicância apurou, “Que a culpa pelo acidente foi única e exclusiva do motorista/caminhão. Que o transporte de pacientes naquele momento foi excepcional e foi realizado para não prejudicar os interessados, já que todos os veículos da Prefeitura estavam em trânsito e o veículo de transporte da saúde havia quebrado naquela semana. Que essa situação não poderia mais ser repetida, cabendo a Secretaria de Saúde normatizar de forma eficiente o transporte de pacientes”.

O ônibus está em conserto, através da seguradora do caminhão, segundo informou o Executivo.

Prefeitura é reincidente no desvio de finalidade

Não foi a primeira vez que a Prefeitura usou o ônibus escolar para levar pacientes à unidades de saúde da região. Em 2017, o Jornal de Bragança e Região flagrou o coletivo estacionado em frente ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME), de Atibaia. O Jurídico alegou que o uso havia sido de forma excepcional.

Apesar disso, após a denúncia do JBR, a Diretoria Regional de Ensino notificou a Prefeitura e foi enfática.  “De acordo com o Termo de Cessão de Uso, o veículo deve ser destinado exclusivamente para transporte escolar de alunos da educação básica”.
Mas pelos indícios, a Prefeitura voltou a usar ônibus escolar para outra finalidade.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »