08/08/2018 às 15h10min - Atualizada em 08/08/2018 às 15h10min

Aberta sindicância para investigar acidente com ônibus escolar

Foto: Reprodução Facebook


A Prefeitura de Pinhalzinho instaurou uma Sindicância com a finalidade de apurar o acidente que na tarde do dia 25 de julho, envolveu um micro-ônibus escolar do município.

De acordo com a Prefeitura, a Sindicância é composta por funcionários municipais, e realizará todas as diligências necessárias para esclarecimento dos fatos. “Não há prazo para o seu encerramento, mas acreditamos que até o final de agosto tudo esteja esclarecido”, informou.

Desvio de finalidade

Em fevereiro de 2017, o Jornal de Bragança e Região recebeu denúncias de que um micro-ônibus escolar estava sendo usado para levar pacientes de Pinhalzinho ao Ambulatório Médico de Especialidade (AME) de Atibaia. Após a reportagem do JBR, que chegou a flagrar o coletivo em frente ao AME, a Diretoria Regional de Ensino notificou a Prefeitura sobre o desvio de finalidade do veiculo.
Na época, o órgão disse ao JBR “De acordo com o Termo de Cessão de Uso, o veículo deve ser destinado exclusivamente para transporte escolar de alunos da educação básica. Diante da denúncia, a administração regional notificou o município”.

No entanto, depois do ocorrido, percebe-se que o desvio de finalidade ainda vinha ocorrendo.  Depois do acidente, o JBR chegou a questionar a Prefeitura sobre o desvio de finalidade, mas não obteve resposta, foi informado apenas que “Todos os envolvidos no acidente passam bem, sendo que nada de grave aconteceu. Os fatos estão sendo apurados em sindicância aberta no dia 26/07/2018”. 

O acidente

O coletivo passava pela avenida José Gomes da Rocha Leal, uma das mais movimentadas de Bragança Paulista, quando foi atingido por um caminhão, que teria perdido o freio quando descia a rua Ignácia da Silva Pimentel, uma travessa de acesso à avenida. Depois de ser atingido, o ônibus escolar bateu em um poste de iluminação pública. Um carro que estava estacionado também foi atingido.

O ônibus, apesar de ser escolar, transportava pacientes do setor da Saúde. No total, sete pessoas do coletivo ficaram feridas, sendo duas crianças, um adolescente e quatro adultos. Todos socorridos com ferimentos leves e depois liberados. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »