22/02/2017 às 15h37min - Atualizada em 22/02/2017 às 15h37min

CEI está investigando denúncia contra prefeito e vice

Foto: JBR


A Câmara Municipal de Vargem instaurou uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), para apurar uma denúncia protocolada por uma moradora de Vargem, Valéria Melo Gonçalves, que acusa o prefeito Silas Marques (PSD) de ter prometido a ela, durante a campanha, emprego na Prefeitura e de não ter cumprido a promessa. 

Na quarta-feira, 15, durante sessão da Câmara, sete dos nove vereadores, votaram favoráveis ao acolhimento da denúncia, que agora está sendo investigada pela CEI, presidida pela vereadora Kátia (DEM), tendo como relator o vereador Walmir do Ônibus (PR) e como membro, o vereador Aldo do Gauraiúva (PV). 

Através de sua assessoria, o prefeito Silas Marques diz que foi vítima de chantagem de Valéria e que “entrará na Justiça para que ela possa provar que houve promessa de trabalho”.

O Jornal de Bragança e Região teve acesso as mensagens trocadas no WhatsApp, entre Valéria, um funcionário chamado Marcos e também com a vice-prefeita Neusa de Lima (PTB), observando que não há conversas entre Valéria e o prefeito. Nos diálogos pelo aplicativo, ela fala várias vezes que ele (Silas) prometeu serviço a ela, se mostra bastante indignada e diz que vai denunciá-lo, já que ela não tem nada a perder. 

As palavras abaixo estão reproduzidas exatamente como foram escritas.

Em um trecho Valéria diz: “Então quem prometeu o serviço pra mim foi ele a dona Neusa, se ele não cumprir o que prometeu ai quarta-feira tem sessão na “cama” eu vou pedir para o Nilson abrir pra “mim” falar na Tribuna”.
Em outro trecho Valéria diz que não é palhaça. “Eu não fui atrás só que ele veio na minha porta 3 vezes ele e a dona Neusa e me prometeu e eu fiquei de pensar ainda eles voltaram, e falaram pra mim pode ficar confiante porque eu entrando lá você entra junto e eu trabalhei pra eles todos os dias de sol a sol”.

Valéria teria ainda trocado mensagens com a vice-prefeita onde reforça que precisa de emprego e cobra a promessa. “A senhora também veio na minha casa com ele e deu a palavra. Eu tô pedindo só o que ele prometeu, ele e a senhora”. “Se ele me procurar ai eu não vou”. (na Câmara).

Para Silas Marques “a denúncia é descabida e ele não entende porque seu nome aparece na denúncia, sendo que não trocou mensagem com Valéria Melo, referente à promessa de emprego”.

A CEI tem 90 dias, a partir da notificação dos investigados, para apurar os fatos. 

Outra CEI foi instaurada e vai apurar denúncia de quebra de decoro parlamentar contra o vereador Cláudio do Bar (PSD). Ele teria se negado a assinar um ato da mesa, após receber uma ligação do prefeito Silas.

Outras denúncias devem ser protocoladas na Câmara e entrar na pauta de votação na próxima sessão, dia 2 de março, às 20h.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »