12/10/2016 às 09h09min - Atualizada em 12/10/2016 às 09h09min

Missa na roça: Celebrações na zona rural resgatam fiéis

Foto: JBR


A iniciativa de padre Juliano Mazzolini Alves, pároco da recém formada paróquia de Santo Afonso Maria de Ligório e Nossa Senhora Aparecida, vem dando muito certo. Ele resolveu ir, literalmente, a campo e passou a celebrar missas nas casas dos moradores da zona rural. A cada 15 dias, sempre aos sábados, às 16h, a celebração é feita em uma chácara ou sítio e tem atraído católicos que não tinham condições de ir até a cidade para assistir uma missa. A maioria é caseiro ou dono de chácaras que passa o final de semana em suas propriedades. É o caso de Margarete Nogueira e o esposo Walmir, que participaram pela primeira vez, a convite de um parente, isso há cerca de dois meses. “A gente chega aqui na sexta-feira e acaba não saindo pra nada, mas desde que soubemos das missas, não perdemos nenhuma”, disse.

O Jornal de Bragança e Região acompanhou a celebração, realizada na chácara de Therezinha Almeida, sogra de Margarete, que fica no bairro dos Pintos. E foi com muito carinho que ela e o esposo prepararam a varanda, montando um altar, colocando flores e bancos para receber os fiéis. A missa segue os mesmos ritos das que são celebradas na igreja, inclusive com músicas e comunhão. Sempre ao final, padre Juliano abençoa objetos como chaves e roupas.

A diferença é que, além de ser ao ar livre, ao final acontece um café comunitário. Cada participante leva alguma coisa de comer e após a missa eles lancham. Momento em que o JBR aproveitou para conversar com Padre Juliano.

Ele contou que a intenção é resgatar a participação dos católicos às missas e construir uma comunidade na zona rural. “De casa em casa, de chácara em chácara, nós vamos nos aproximando dos fiéis e conhecendo a demanda do bairro, e aqui nós já percebemos que comporta uma igreja”, explicou ao reforçar que a Igreja Católica tem de estar presente na comunidade, para não deixar que “as ovelhas” se desgarrem. 

Na missa realizada no dia 8 de outubro, padre Juliano recebeu uma boa notícia. Uma das fiéis, moradora no bairro dos Pintos, doou um terreno para a construção de uma igreja no bairro.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »