05/10/2016 às 10h58min - Atualizada em 05/10/2016 às 10h58min

TRE mantém impugnação da candidatura de Silas Marques (PSD)

Pedro Silva (PSDB) e Silas Marques (PSD) (Foto: Facebook)


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), julgou nesta quarta-feira, 05, o recurso de Silas Marques (PSD), que teve a candidatura impugnada em primeira instância. Mas Silas não conseguiu reverter a situação. A decisão do TRE foi pela manutenção da impugnação de sua candidatura. Silas, agora, deve recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. 

A candidatura de Silas foi barrada, pois a Justiça Eleitoral entendeu que a família estaria concorrendo ao terceiro mandato consecutivo, sendo o primeiro mandato, o da mãe de Silas, Benedita Rosa, depois o do próprio Silas, que assumiu duas vezes (em dois períodos), a cadeira de prefeito. 

Silas Marques foi quem mais recebeu votos nas urnas, 2.805, mas eles continuam nulos, no site do TSE. Com isso, o candidato Pedro Silva (PSDB), aparece como eleito, com 2.004 votos.

Pedra Bela 
A situação da eleição nas cidades de Pedra Bela e Vargem se assemelham a de Bragança Paulista. Em Pedra Bela, a candidata Céia aparece como eleita no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 1.235 votos, apesar de na urna, o candidato Álvaro de Lima (PSDB), ter recebido uma votação maior, 2.472. Mas os votos dele aparecem como nulos e, assim ficarão até que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgue a situação de sua candidatura. Caso ele seja absolvido, os votos serão validados e ele assume. Mas caso contrário, Álvaro poderá recorrer ao Superior Tribunal Eleitoral (TSE). 

Álvaro teve a candidatura barrada pela Justiça Eleitoral de Bragança Paulista, que entende que ele deveria ter deixado o cargo de presidente do Asilo de Pedra Bela, assim como prevê a legislação eleitoral, já que a entidade recebe recursos públicos. 

Nova eleição
Glauco Tristini, chefe do 298º Cartório Eleitoral, explicou ao Jornal de Bragança e Região que, caso a decisão seja pelo indeferimento dos respectivos registros e tendo vista, que a votação recebida por tais candidatos atingiu mais de metade dos votos do município, o tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 a 40 dias. “Caso, até a data da posse (01/01/17) ainda não se tenha uma decisão definitiva, quem deve assumir as Prefeituras de Pedra Bela e Vargem, serão os presidentes das respectivas Câmaras, que passarão a responder interinamente, até a designação do novo pleito e/ou deferimento dos recursos interpostos pelos candidatos”. 

Ele disse ainda, que somente com o provimento dos respectivos recursos nos processos de registro de candidatura, os votos recebidos por Álvaro e Silas, passarão a ser computados e então os candidatos serão diplomados pela Justiça Eleitoral, o que deve ocorrer até o próximo dia 19 de dezembro. “Embora tais candidatos tenham recebido votação suficiente para serem eleitos, somente terão seus votos contabilizados e poderão ser diplomados se tiverem seus registros deferidos em decisão terminativa prolatada pelo TRE/SP e ou TSE”, explicou.

Vereadores eleitos em Pedra Bela

Filomena (PSD) - 164 votos
Jerusa (PV) - 146  reeleita
João Motta (PSD) - 122
Grilo (PTB) -  121 
Valter (PSDB) - 108  reeleita
José Luiz Leonardi (PSDB) - 99
Rael do Posto (PR) - 88 
Dijalma (PR) - 82
Derlei Silva (DEM) - 79

 

Vereadores eleitos em Vargem

Nilson Furtado (PTB) - 349
Marquinho Barbeiro (PTB) - 249 reeleito 
Denise do Leonel Ramos (PTB) - 245
Aldo do Guaraiúva (PV) - 209
Cláudio do Bar (PSD) - 187 reeleito
Kátia (DEM) - 140
Zé Luiz (PMDB) 139 - reeleito
Angélica (PSDB) - 136 reeleita
Walmir do Ônibus (PR) - 131

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »