13/01/2016 às 01h19min - Atualizada em 13/01/2016 às 01h19min

Prefeito de Vargem completa 100 dias no cargo

Prefeito durante entrevista exclusiva ao Jornal de Bragança e Região (Foto: JBR)


Silas Marques (PSD), assumiu o cargo de prefeito no dia 08 de outubro do ano passado, em meio a uma turbulência política. É que Vargem já tinha visto o vice-prefeito Rafael Ferreira (PR) e o prefeito, Aldo Moyses (DEM), eleitos em 2012, cassados. 

Silas cumpria o mandato de vereador quando disputou a eleição com o também vereador, Claudinho da Julia (PSDB) e venceu por uma diferença de nove votos, o pleito suplementar.  No dia 18 de janeiro, Silas, que completa 100 dias à frente da Prefeitura, contou ao Jornal de Bragança e Região, os desafios encontrados por ele.

JBR: Como o senhor encontrou a Prefeitura?

Silas Marques: Abandonada, com a folha de pagamento estourada e inchada.

JBR: Qual foi a primeira medida que o senhor tomou?

Silas Marques: Foi enxugar a folha de pagamento, pois encontramos cerca de 150 funcionários comissionados. Exoneramos os que estavam sobrando e tivemos redução no número de diretores, que de 11 caiu para 05, e isso gerou economia.

JBR: Como estava a Saúde?

Silas Marques: Precária. A Administração passada chegou a perder uma verba que seria destinada a compra de um aparelho de ultrassom, pois não entregou a documentação à Secretaria Estadual de Saúde. Além disso, tinham muitos apadrinhados que não conheciam a realidade de Vargem. Fizemos a reconfiguração do quadro de funcionários, e hoje a Saúde acolhe o paciente de forma mais humana. 

JBR: E a Educação?

Silas Marques: Foi um caso sério. Não encontramos arquivo algum, ou seja, ofícios enviados e recebidos. Os computadores foram formatados e os arquivos deletados. Mas vamos tomar providências.

JBR: Houve alguma conquista nesses 100 dias?

Silas Marques: Sim, conseguimos resolver alguns problemas, como o do Vale Alimentação Bancred, que estava sendo recusado pelos Supermercados.  Convocamos a empresa que havia ficado em segundo lugar na licitação, a Sodexo, e foi resolvido. Teve ainda a questão do programa do Governo Estadual, “Viva Leite”, que estava prestes a ser suspenso porque a Administração passada deixou de enviar os relatórios.  Mas graças ao empenho da primeira- dama, o “Viva Leite” foi recuperado e seguimos distribuindo os 2.800 litros por mês.

JBR: E quanto às estradas rurais?

Silas Marques: Já demos manutenção em 20 estradas. Mas o trabalho está sendo dobrado porque o ex-prefeito, Aldo, colocou entulho nas estradas, mas eles estavam com pregos. Só uma moradora teve o pneu furado vinte vezes. Além disso, encontramos apenas uma máquina funcionando, consertamos duas e estamos trabalhando com elas.

JBR:O que os Vargenses podem esperar nesse ano?

Silas Marques: Meu mandato termina no dia 31 de dezembro, e apesar de eu ser pré-candidato à reeleição, nesse momento trabalho para colocar projetos em prática, voltados às crianças, mulheres, idosos e menores infratores, entre outras ações. Podem esperar muito trabalho.

JBR: Deixe uma mensagem à população.

Silas Marques:  Na minha gestão, os moradores encontram o prefeito na cidade. Eu estou aqui na Prefeitura e estou em todos os lugares, sou acessível.

O Jornal de Bragança e Região ligou várias vezes para o celular do ex-prefeito Aldo Moyses, mas não conseguiu contatá-lo. O espaço continua aberto.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »