18/11/2015 às 23h59min - Atualizada em 18/11/2015 às 23h59min

Pré-candidatos de Pinhalzinho, Tuiuti e Vargem falam de suas pretensões políticas para 2016

Foto: Divulgação


Na edição do mês de outubro, o Jornal de Bragança e Região entrevistou três políticos da região (Atibaia, Bragança e Pedra Bela) que anunciaram suas pré-candidaturas. Seguindo o critério de ordem alfabética, nesta edição outros candidatos falam da intenção de disputar as eleições municipais de 2016. Todos são cautelosos ao afirmarem que são pré-candidatos, já que a escolha depende da aprovação de seus nomes pelos seus respectivos grupos políticos e da convenção, que só acontece no ano que vem.

 Em Pinhalzinho Lauro de Lima (DEM), que já foi prefeito por três mandatos (um mandato de  6 anos e  outros dois, de 4 anos), somando 14 anos à frente da Prefeitura, é discreto ao falar  da sua pré-candidatura, apesar de ele ser o presidente do partido. “O meu nome deve ser  lançado na convenção e  ser for escolhido, ai posso ser candidato”, disse.

 Sobre o que lhe motiva a voltar à Prefeitura, Lauro é categórico. “Eu faço parte da política de  Pinhalzinho e entendo que temos de lutar pelo nosso município”, disse ao frisar. “Dos nomes que surgem como pré-candidatos em Pinhalzinho, eu sou o único ficha limpa”.

Outro nome que ventila como pré-candidato na cidade de Pinhalzinho é de Aparecido Benedito de Lima, conhecido por “Dito da Nela”. Por telefone, ele disse ao Jornal de Bragança e Região que prefere não falar sobre uma possível pré-candidatura.

 Em Tuiuti, três nomes já são anunciados como possíveis pré-candidatos. Um deles é o de Milton  Custódio (PTB), vereador que cumpre o quarto mandato, sendo na última eleição o mais votado. Ele  chegou a ser presidente da Câmara (2011/2012). “Devido a experiência do Legislativo e atendendo a  cobrança da população, então resolvi ser pré-candidato até que se decida em pesquisa a candidatura”,  informou. José Mauricio Garcia Berthold (PSDB) é outro nome que surge em Tuiuti como pré-  candidato. E não é um novo nome, não. Berthold foi o primeiro prefeito de Tuiuti, em 1993, um ano após a cidade ser elevada à município. Na época não havia reeleição, então ele deixou o cargo e seguiu trabalhando até se aposentar, em 1999. Mas agora está de volta à política. “O pessoal vem me procurando, pois entendem que depois que eu saí da Prefeitura, a cidade mudou pouco em relação a desenvolvimento. Não é minha ambição, mas pela procura que tem havido, a gente vê essa possibilidade”, disse.

O terceiro nome é o do vereador Adilson Dias (PV), que está no terceiro mandato. Apesar de pertencer ao mesmo grupo do vereador Milton, o nome dele também é cotado para concorrer ao pleito em 2016. Os dois são da oposição a Berthold e também ao grupo do atual prefeito, Jair Fernandes, o Nande (DEM). “A gente não concorda com a forma que a cidade vem sendo administrada e a gente quer mudar isso. De um modo geral, esta administração está ruim”,frisou.

 Em Vargem, Pedro Silva, afirma que é pré-candidato as eleições em 2016. Ele é fundador do PSDB no  município e presidente da sigla. Foi vereador por dois mandatos (93-96 / 97-2000), e vice-prefeito de  2005 a 2008. “Vamos montar uma chapa juntos, eu e o Claudinho da Julia (PSDB), sendo eu a prefeito  e ele a vice, ou ao contrário”, disse. Ao ser questionado sobre o motivo de voltar à política, ele é  categórico. “Eu nunca estive fora da política, estou sempre ajudando, buscando recursos. Agora volto à  disputa, porque acho que ainda tenho de dar minha parcela de contribuição à Vargem. É em época de  crise que os bons administradores têm de ajudar”, frisou.

Outro possível candidato é o vereador Edivaldo Cardoso de Oliveira, conhecido como  Vardão Barduíno, do PMDB. Mas ele não afirma que é pré-candidato, prefere dizer que caso o grupo escolha o seu nome, ele se colocará a disposição.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »