16/09/2015 às 22h08min - Atualizada em 16/09/2015 às 22h08min

Engenheiro que ameaçou jornalista da TV Globo acumula cargos públicos

Ocupar mais de um cargo público é proibido pela Constituição Federal

Foto: Prefeitura de Jarinu


O Jornal de Bragança e Região entrou em contato com o Departamento de Obras da Prefeitura de Pinhalzinho para obter informações sobre a construção da nova ponte do bairro Aparecidinha, destruída pelas chuvas no mês de abril deste ano.

Para a surpresa da reportagem, um dos engenheiros responsáveis pela obra e que falou  com a jornalista por telefone, é José Francisco Mangolin, o mesmo engenheiro que no mês de agosto teria ameaçado o jornalista bragantino Rafael Fachin, repórter da TV Tem, afiliada da Rede Globo, durante uma reportagem sobre o atraso de uma obra na cidade de Jarinu (SP).

Ao entrevistar Mangolin, como engenheiro da prefeitura de Pinhalzinho, a reportagem se atentou que ele, portanto, havia sido entrevistado pelo jornalista Rafael , mas como secretário de Obras e Urbanismo  do município de Jarinu, o que evidenciou que o engenheiro ocupa dois cargos públicos em Prefeituras distintas, em Jarinu onde é secretário de Obras e Urbanismo e em Pinhalzinho onde é engenheiro concursado. Essa pratica é proibida pelo artigo 37 da Constituição Federal, parágrafo XVI, que diz que “é vedada a acumulação de cargos públicos”.

A reportagem do Jornal de Bragança e Região ligou para o engenheiro no telefone fixo da Prefeitura de Jarinu e conversou com ele. Apesar de estar na secretaria de Obras, ao ser questionado se também trabalhava em Jarinu, ele disse. “Não, eu trabalhava, não trabalho mais”. A reportagem lembrou o engenheiro que eles estavam se falando no telefone fixo da Prefeitura de Jarinu, e mesmo assim ele negou e disse que estava na secretaria apenas fazendo um serviço particular. Questionado se ele era contratado em Jarinu, ele negou. “Não, não”. E demonstrou surpresa ao ser informado que no site da Prefeitura o nome dele aparece como secretário de Obras e Urbanismo. “Oh louco! Ta?”, disse.

Quanto a ameaça ao jornalista da TV TEM, já na época, José Francisco Mangolin se desculpou e justificou dizendo que foi um mal entendido.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »