06/05/2015 às 16h42min - Atualizada em 06/05/2015 às 16h42min

Polícia investiga acusações contra prefeito de Tuiuti feitas pelo WhatsApp

“Não admito ser acusado de tamanha mentira e falsidade”

Prefeito Nande visitou o delegado Secional de Bragança, José Henrique Ventura (Foto: Imprensa Prefeitura)


O prefeito de Tuiuti, Jair Fernandes (Nande), solicitou na Delegacia Seccional de Bragança Paulista, a abertura de um Inquérito Policial para descobrir quem é o autor das mensagens que circularam na cidade através do WhatsApp, fazendo acusações à ele.  O prefeito disse que vai provar na justiça que a mensagem é mentirosa.”Fui à Delegacia e agora é questão de tempo para que a gente fique sabendo quem espalhou essas mensagens”, disse.

O delegado Seccional,  José Henrique Ventura, afirmou ao Jornal de Bragança e Região que o Inquérito já foi aberto e que agora começam as investigações. “O prefeito Nande protocolou o pedido de abertura das investigações e nos entregou documentos que servirão de provas. Vamos ouvir as testemunhas e pessoas suspeitas de ser o autor das mensagens”, explicou o delegado ao informar que este é um caso de crime contra a honra.

Mensagens

A mensagem afirma que a Prefeitura pagou R$ 240 mil à TD Construtora para fazer serviços na cidade, mas que as obras são feitas pelos próprios funcionários municipais. Já o áudio mostra uma conversa entre o autor da ligação e a atendente da empresa TD Construtora. Ela é questionada sobre a realização de obras em Tuiuti e afirma que a empresa não tem obras no município “Foi uma ligação tendenciosa induzindo a atendente a responder que nunca a TD havia realizado obra em Tuiuti.”, disse Nande ao esclarecer que ele, espontaneamente, já apresentou à Câmara Municipal documentos que apontam os dias, locais e quais obras foram feitas pela TD. “O contrato de 240 mil foi feito através de Pregão Presencial e tem validade de um ano. Serviços do dia-a-dia passamos para os nossos funcionários, mas as obras grandes são passados a TD”, disse.

O prefeito chegou a ir à uma sessão ordinária da Câmara para falar sobre o caso. Lá ele desabafou. “Tenho princípios, valores, sou de uma família simples e honesta, tenho a consciência tranquila, pois, sobretudo sei que aos olhos de Deus nada passa desapercebido. Não admito ser acusado de tamanha mentira e falsidade”.

O prefeito disse que através do Inquérito policial espera chegar até a pessoa que agiu contra sua honra. “Tomarei as providências cabíveis contra os envolvidos que tiveram como interesse denegrir a minha imagem perante a sociedade”, afirmou ao acrescentar que também apresentou ao delegado, algumas representações contra outras pessoas que vêm usando o facebook para atacá-lo com comentários ofensivos.

O prazo mínimo para concluir as investigações é de 30 dias, podendo ser prorrogado para mais trinta, segundo informou o delegado Seccional, José Henrique Ventura.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »