28/08/2019 às 10h47min - Atualizada em 28/08/2019 às 10h47min

Criação de 90 cargos na Prefeitura repercute na cidade

Também foram criadas três novas secretarias

Maioria dos vereadores aprovou projeto (Foto: JBR)


Por 8 votos a 3, foi aprovado pela Câmara de Amparo, o Projeto de Lei 28/2019, de autoria do prefeito Luiz Oscar Jacob (PSDB), que cria noventa e um novos cargos de confiança na Prefeitura e mais três Secretarias Municipais. A sessão da Câmara de segunda-feira (26), que aprovou o Projeto, foi polêmica, já que ele não estava na pauta da noite. Mas os mesmos oito vereadores que o aprovaram, assinaram um requerimento de urgência e, com isso, o Projeto foi colocado em votação.

Foram a favor da criação dos novos cargos comissionados e da criação das três novas Secretarias, os vereadores: Pedrinho do Gás (PSD), Tustão (PSDB), Tia Catarina (sem partido), Carlitinho Oliveira (PV), Zelão do Ônibus (MDB), Daia (PV), Celso Manzoli (PSDB) e Dr. Geraldo (PPS).

Votaram contra o Projeto, os vereadores: Gilberto Piassa (PTB), Osmar (MDB) e Hélio Favoretto (DEM). Já o presidente da Casa, vereador Pastor Esequiel (PSDB) não vota quando a votação é de maioria simples, apenas em caso de empate.

De acordo com o Projeto, são 40 cargos comissionados, sendo que 20% deverão ser ocupados por servidores públicos concursados. Outros 48 cargos são destinados a Funções de Confiança, devendo as vagas ser preenchidas por servidores municipais efetivos. Também serão nomeados três secretários que vão comandar as três novas Secretarias Municipais, que são: Meio Ambiente (até então vinculada a Pasta de Desenvolvimento Econômico), Segurança Pública (era vinculada ao Desenvolvimento Social e de Cidades) e Cultura e Turismo (era vinculada ao Esporte).

De acordo com Gilberto Piassa, vereador contra o Projeto, o custo com os mais de noventa cargos e as três novas Secretarias, deve atingir a casa dos R$ 7 milhões anuais.

Como a votação foi em turno único, agora só depende da sanção do autor, prefeito Jacob, para entrar em vigor.
O JBR entrou em contato com os 8 vereadores, mas não obteve retorno.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »