08/05/2019 às 12h50min - Atualizada em 08/05/2019 às 12h50min

Caseiro confessa homicídio e revela onde enterrou corpo da vítima

Foto: Polícia Civil


Estão na cadeia de Serra Negra os dois homens presos durante ação conjunta da Polícia Civil e Guarda Municipal de Amparo, acusados pela morte de um homem de 32 anos, vulgo “Gordo”, que estava desaparecido desde fevereiro deste ano. 

Os acusados são um homem de 58 anos, caseiro em um sítio no Jardim Loteamento Seabra, e um pedreiro de 39 anos. De acordo com informações da Delegacia Seccional de Amparo, a esposa do caseiro contou à Polícia sobre o crime. E durante a ação da Polícia Civil, ele acabou confessando o crime e mostrou aos policiais onde havia enterrado o corpo de “Gordo”.

Outro homem, de 39 anos, foi apontado como coautor do homicídio, que segundo a polícia foi motivada por uma briga iniciada em um churrasco, onde o autor do crime teria sido ameaçado pela vítima. A morte, segundo as primeiras informações do acusado, foi por espancamento.

Na tarde de quarta-feira (08), o corpo de “Gordo”, estava no IML de Amparo, onde foi reconhecido pela família. A vítima também era procurada pela Justiça por tráfico. Ele morava no Jardim Brasil, em Amparo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »