21/06/2017 às 14h35min - Atualizada em 21/06/2017 às 14h35min

Os animais agradecem!

Você que tem um animal de estimação, já percebeu o quanto eles sofrem com os fogos de artifício. Pelo menos na cidade de Amparo, o sofrimento deles deve acabar. Graças a lei de autoria do vereador Tustão Guardião dos Quatro Patas (PSDB), aprovada por unanimidade pelos vereadores e regulamentada e sancionada pelo prefeito Jacob (PSDB).

Amparo é mais uma das muitas cidades brasileiras onde está proibido soltar rojões e fogos de artifício com poluição sonora, o popular, barulho.  A multa para quem descumprir a lei é pesada, R$ 500. Esse valor dobra no caso de reincidência. A lei também vai beneficiar os idosos, autistas e pessoas com síndrome de Down.

Deixar essa tradição de lado pode demorar um pouco, afinal, relatos históricos afirmam que já em 1.500, nossos irmãos portugueses celebraram a descoberta de nosso país com uma queima de fogos. O fato é que o mundo muda, e os hábitos também.

Vamos começar falando da tranquilidade que essa lei vai trazer aos animais domésticos e silvestres. Todo fim de ano é a mesma coisa, animais se escondem, ficam com o coração acelerado e muitas vezes fogem, e podem chegar a morrer.

Conheço o caso de uma cachorra que foi trancada dentro de casa pelos donos nas vésperas do reveillon, pois sabiam como ela ficava atordoada com a queima de fogos e ao voltarem, perceberam que ela havia fugido, quebrando o vidro da porta. Acabou se cortando naquele vidro e até onde eu sei, nunca mais foi encontrada, lamentavelmente.

Poderia citar exemplos de animais silvestres que sofrem com os fogos de artifícios e todos os males que causam a nós, seres humanos, especialmente aos autistas, mas o espaço é limitado.

O prefeito de Bragança Paulista, Jesus Chedid (DEM), tem a fama de ser um prefeito festeiro e que adora fogos de artifício. Essa fama já lhe rendeu o apelido de “Tatu Fogueteiro”, e o chefe do executivo bragantino parece gostar. No anúncio de sua candidatura em 2016, disse “Pode avisar que o tatu fogueteiro voltou!” Fico imaginando qual seria a postura do prefeito de Bragança se a Câmara Municipal aprovasse uma lei semelhante. Sancionaria?

Voltando para a cidade de Amparo, só me resta parabenizar o vereador Tustão, demais vereadores e o prefeito Jacob, que sancionou a lei. Nós, que muitas vezes reclamamos tanto da inércia da classe política, temos que aplaudir. Cabe á população respeitar a lei e denunciar quem descumprir. E fica aqui a dica para os vereadores das cidades onde a lei ainda não existe. Que tal criar um projeto semelhante? 

Que esse exemplo de Amparo seja repetido Brasil afora, nós, os ANIMAIS, agradecemos!

 

Link
Relacionadas »
Comentários »