16/12/2015 às 20h14min - Atualizada em 16/12/2015 às 20h14min

Um ano mostrando a que veio

Nesse mês de dezembro o Jornal de Bragança e Região completa seu primeiro aniversário, sendo razão de muito orgulho participar dessa história desde seu nascedouro. Mais orgulho ainda me dá quando percebo que o projeto inicialmente apresentado vem sendo cumprido a risca.

Desde o surgimento da ideia de fornecer a Bragança e Região um novo veículo de mídia, houve a exposição por parte do Herik e da Luci de que o Jornal de Bragança e Região seguiria em sua linha editorial alguns princípios, quais sejam: noticiar os fatos relevantes não só de Bragança Paulista, mas também abrir espaço para as demais cidades da Região; noticiar com o pleno exercício da liberdade de imprensa, sem se deixar influenciar por posições político-partidárias; noticiar com responsabilidade, sempre abrindo espaço para que as partes fossem ouvidas; e por fim, dar plena liberdade para manifestação nesta coluna.

Não bastasse isso, o Jornal de Bragança e Região também se propôs, e igualmente vem cumprindo, a apresentar um novo formato, nova tipografia, nova apresentação, o que o destaca dos demais jornais que circulam na região.

Uma breve passada nas notícias trazidas nesse período demonstra claramente que os princípios editorias vem sendo cumpridos à risca, foram noticiados fatos e situações que afligem os cidadãos dos diversos municípios que compõem nossa região, foi levado ao conhecimento da população a existência de processos contra figuras públicas das mais diversas cidades e, principalmente, de todas as correntes políticas, fez-se, como nenhum outro veículo, cobertura da situação de instabilidade política da cidade de Vargem, ouvindo os envolvidos, e mantendo a população informada.

Quanto ao espaço que me é cedido, pude, com total liberdade, analisar os mais diversos temas jurídicos que ocupam o noticiário, não me restringindo a uma coluna nos moldes dos “meus direitos”, mas buscando apresentar, muitas vezes com a intenção deliberada de provocar o debate, as razões jurídicas e as conseqüências de se adotar determinados caminhos.

Ainda que houvesse, nesse momento, outros assuntos a tratar aqui, como o procedimento para eventual impeachment da Presidente Dilma, as manobras do Presidente da Câmara dos Deputados para atrapalhar a investigação no Conselho de Ética, a prisão de um Senador da República, a forma truculenta como o Estado de São Paulo tratou manifestações pacíficas e livres dos estudantes, me parece mais relevante saldar o primeiro ano de um novo veículo de imprensa sério, comprometido e isento. Que venham muitos outros.

 

Link
Relacionadas »
Comentários »