05/02/2020 às 09h47min - Atualizada em 05/02/2020 às 09h47min

Protocolados dois pedidos de abertura de CPI contra o prefeito

Vereador Péricle e prefeito João Batista / Foto: Reprodução Facebook / JBR
Foram protocolados na Câmara Municipal de Extrema, pedidos de aberturas de duas CPIs, que são Comissões Parlamentares de Inquérito. O autor dos pedidos é o vereador Péricle Mazzi Filho (PSDB).

Um dos pedidos de investigação se refere á contratação, por parte da Prefeitura de Extrema, através de processo licitatório, da empresa Consultoria Gente Resultado Eireli – ME, que tem como proprietário, Ricardo José da Silva, sobrinho do prefeito da cidade, João Batista da Silva (PSL). O Jornal de Bragança e Região já trouxe detalhes deste caso, e na época, o prefeito João Batista e seu sobrinho, Ricardo José da Silva, alegaram não haver irregularidades na contratação da empresa.

Outro pedido de abertura de CPI é sobre a contratação, também por parte da Prefeitura de Extrema, novamente através de processo licitatório, da empresa LDO Consultoria Tributária e Treinamento EIRELI, que tem como sócio-administrador, Leandro Dias Onisto,   sobrinho da primeira-dama do município, Terezinha Aparecida Monteiro Onisto. O Jornal de Bragança e Região também já trouxe detalhes deste caso e, procurados anteriormente pela nossa reportagem para se pronunciarem sobre o caso, o prefeito João Batista e Leandro Onisto não retornaram.




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »