23/10/2018 às 11h25min - Atualizada em 23/10/2018 às 11h25min

Identificados os autores da morte de Beto Cabeleireiro

Em apenas dez dias, equipe da Polícia Civil chegou até os autores do crime

Reprodução Facebook


 
Dois adolescentes, V. de 14 e F. de 15 anos, foram identificados como os autores da morte de Roberto Rodrigues dos Santos (Beto Cabeleireiro), ocorrida no dia 11 de outubro.
 
A Delegacia de Investigações Gerais (DIG), através do setor de investigações, chegou até os dois, depois que familiares de Beto, informaram que o cartão de crédito do cabeleireiro estava sendo usado. Isso na manhã do mesmo dia do crime.
 
Através de imagens de câmeras de segurança, das lojas do comércio do centro de Bragança, a Polícia chegou até os adolescentes. Foram gastos cerca de R$ 900,00 em roupas, no cartão.
 
Já na Delegacia, o garoto de 15 anos, acompanhado dos pais e advogado, confessou o latrocínio e contou onde estavam os objetos furtados da vítima (tênis, perfumes, celular, televisor). Ele informou que já conhecia o cabeleireiro, pois sua mãe era cliente do salão, e que mantinha um relacionamento sigiloso com Beto, sabendo, inclusive, a senha do cartão.
 
O crime teria sido planejado junto com um colega de 14 anos. Este foi encontrado pela Polícia, na escola e, na companhia da sua avó, disse que não sabia da intenção do amigo, de matar Beto e nem que o menor de 15 anos conhecia o cabeleireiro, mas assumiu que participou do roubo.
 
O menor de 15, afirma que foi o comparsa que esfaqueou o cabeleireiro. Já o garoto de 14, nega, e diz que foi o amigo quem desferiu as facadas.
 
O menor de 15 anos, disse que o crime aconteceu por volta das 3h da madrugada, quando ele deu um “mata-leão” em Beto, que teria sido golpeado pelo adolescente de 14. Laudo da perícia aponta que Beto levou cerca de sessenta facadas.
 
Os dois devem ser encaminhados para a Fundação Casa, onde devem ficar até completar a maioridade.
 
 
A DIG é comandada pelo Delegado Glauco Silveira Lobo Ferreira, sendo o chefe de investigações Eduardo Rios. Equipe que em 10 dias chegou até os autores do crime.
 
 
O CRIME
 
Roberto Rodrigues dos Santos (Beto), 40 anos, foi encontrado morto na manhã de quinta-feira (11), em sua casa, na rua João Franco, no bairro Cruzeiro, em Bragança Paulista. No local, na parte de baixo da casa, também funcionava o seu salão de beleza e foi uma das funcionárias, que ao chegar, encontrou Beto já sem vida.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »