17/10/2018 às 08h50min - Atualizada em 17/10/2018 às 08h50min

Daniel José, o novo deputado do Novo

Ele foi o candidato de Bragança com maior número de votos, mais de 183 mil

Foto: Reprodução Facebook


Daniel José da Silva Oliveira nasceu em Bragança, na Santa Casa de Misericórdia, tem 30 anos, é economista, formado pelo Insper, com mestrado em políticas públicas e relações internacionais, na Universidade de Yale - EUA. É co-fundador da RenovaBR e consultor em educação.

Desde 2015, ele voltou a morar em Bragança Paulista com os pais, mas viaja todos os dias a São Paulo, para trabalhar. Com isso, até se eleger deputado estadual pelo partido Novo, Daniel era pouco conhecido na cidade.  

E logo na estreia na política como candidato, ele obteve 183.480 votos, foi o sexto mais bem votado no Estado de São Paulo, o candidato bragantino mais votado e o terceiro com mais votos na cidade.

O Jornal de Bragança e Região conversou com ele, em uma entrevista informal, que durou quase uma hora e, observou que o novo deputado, eleito pelo partido Novo, tem mesmo um estilo novo até para dar entrevista. Logo no início, ele quebrou a formalidade, pedindo para ser chamado apenas pelo seu nome, dispensando qualquer outro tipo de tratamento. 

Ele contou que votou em Bragança, no Instituto Educacional Coração de Jesus (IECJ), e que também levou o pai, que tem 95 anos, para votar. 

Aliás, fica evidente na entrevista, o carinho que Daniel, que é o filho caçula de 11 irmãos, tem pelos pais.
A história dele chama a atenção. Filho de um casal de vida humilde, ele teve a mãe como a maior incentivadora dos estudos. E ele foi longe. 

Através de bolsas, Daniel José estudou em universidades conceituadas. No Brasil, se formou em economia e trabalhou em uma grande empresa do mercado financeiro. Mas ele queria ajudar jovens como ele. Então, deixou o país para dedicar-se a projetos educacionais, no Oriente Médio, na Jordânia, onde durante o ano de 2011, atuou educando refugiados da guerra. Foi nesse período que ele pensou que a política poderia ser o meio de fazer a diferença. 

Foi então, que fez mestrado nos EUA, onde teve aulas com importantes nomes da política americana, profissionais, por exemplo, da equipe de Barack Obama. Em 2015,  Daniel retornou a Bragança e, em 2016, filiou-se ao partido Novo.

A seguir um resumo da entrevista

Qual será sua linha de atuação como deputado?

Meu foco é a educação, mas não me restrinjo a um único assunto. Primeiro será a educação básica, o segundo ponto é a desburocratização, é tornar a vida do trabalhador mais simples, e o terceiro é o combate à corrupção, criando a lei da ficha limpa paulista. E vamos fazer a fiscalização séria ao Executivo, que é uma prerrogativa do cargo.

Você continua em Bragança?

Até final de novembro estou em São Paulo, cumprindo agenda, mas a partir do ano que vem, continuo em Bragança, viajando todos os dias, até para ficar mais perto do meu pai, que tem 95 anos.

Você pensa em carreira política em Bragança?

É a minha segunda opção, e não tenho planos para 2020, até porque no Novo os eleitos têm de cumprir todo o mandato, se não você é expulso do partido. O que eu quero hoje, é fazer um bom mandato na Assembleia.

Deixe uma mensagem.

Uma das mensagens mais importantes, é dizer que está na hora de a gente entender que a política nada mais é do que a gente cuidar da nossa sociedade. E não tem que ser só porque a família é da política, ou porque é herdeiro político. Política é para gente comum. Por isso, eu quero evitar protocolos, tem de tornar as coisas mais acessíveis para as pessoas, e buscar o bem comum para elas. Fazer política do jeito certo pode dar certo. E eu espero que eu sirva de inspiração para outras pessoas, fazendo tudo de forma correta.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »