12/09/2018 às 12h37min - Atualizada em 12/09/2018 às 12h37min

Sindicato faz manifestação em frente à Santa Casa

Foto: Assessoria Sinsaúde


Na manhã de terça-feira (11), O Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Campinas (Sinsaude), fez uma manifestação pacífica em frente à Santa Casa de Bragança Paulista, reivindicando que a direção volte atrás da decisão de reduzir as horas de descanso dos trabalhadores. 

Com um carro de som e distribuindo uma “carta aberta”, um grupo de profissionais da saúde, permaneceu no local, o dia todo.
De acordo com o Sinsaúde, desde 1º de setembro, a direção da Santa Casa reduziu as horas de folga. Com isso, os trabalhadores com jornada de 6 horas diárias, passaram de 6 para 5 folgas/mês. E os que trabalham no sistema 12x36, e que tinham 3 folgas/mês, passaram a ter apenas 2 mensais. “E ainda ameaçam retirar mais direitos adquiridos”, diz trecho da “carta aberta”.

De acordo com o diretor jurídico do sindicato,  Paulo Gonçalves, a diminuição das folgas é prejudicial. “Com essa retirada, os profissionais vão ficar sobrecarregados e isso pode causar um estresse maior, refletindo na assistência à população”, disse ao completar. “A gente aguarda que a Santa Casa de Bragança, se sensibilize com a causa dos trabalhadores e volte atrás da decisão”, disse. 

“Os trabalhadores da saúde têm de estar mentalmente e fisicamente, em condições de atender os usuários. Não vamos abrir mão da folga. É uma falta de consideração e de respeito da administração da Santa Casa, com os profissionais da saúde e com a população, não dá para suportar”, disse um dos manifestantes. 

“A direção da Santa Casa tem de entender que nós temos direitos adquiridos em convenção. Não vamos arredar o pé, enquanto a direção da Santa Casa não apresentar uma proposta de volta das folgas”, disse outra participante do movimento.

Greve

No dia 13 haverá uma assembleia, às 20h, quando poderá haver a deliberação da greve para a manhã do dia 20 de setembro. 

Outro lado

O Jornal de Bragança e Região entrou em contato com a Santa Casa, mas até o fechamento desta edição, não obteve retorno. O espaço segue aberto.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »