05/09/2018 às 14h25min - Atualizada em 05/09/2018 às 14h25min

Universitária faz pesquisa sobre número de suicídios na região



O “Setembro Amarelo” é o mês de prevenção ao suicídio, que vem como um alerta, já que de acordo com o Ministério da Saúde, o número de casos no Brasil, vem crescendo.

Desde 2003, o 10 de setembro passou a ser o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, data criada com o objetivo de prevenir o ato, através da adoção de estratégias pelos governos dos países. 

Em Bragança, dados da Polícia Civil mostram que, neste ano, foram dois casos consumados, sendo um no mês de março, e outro em maio. Foram registradas também, quatro tentativas, duas em março e duas em abril. Porem, na maioria das vezes, as tentativas não são registradas, o que pode mascarar os números.

Além dos dados oficiais, no último mês de agosto, dois casos repercutiram nas redes sociais e devem, em breve, entrar para as estatísticas.  Somando essas últimas mortes, já são quatro pessoas que tiraram a própria vida em Bragança, só neste ano, o que equivale a um suicídio a cada dois meses.

Levantamento

Camila Maria de Castro, universitária do último semestre do curso de Biomedicina, da Universidade São Francisco, campus de Bragança, está fazendo um levantamento sobre as mortes por suicídio nas cidades que compõem a região bragantina, e que será o seu Trabalho de Conclusão de Curso. “É um assunto que me interessa bastante, porque a vida é tão preciosa. E, eu questionei sobre o que levaria a pessoa a tirar a própria vida, então procurei estudar o tema e apresentá-lo como TCC”, disse ao contar que a curiosidade pelo tema começou em um intercambio que fez em Portugal, na Universidade do Algarve e o Instituto Médico Legal e Ciência Forense, de lá. “Eu busquei, dentro do período que eu queria estudar, laudos fechados como suicídio”, disse.
A universitária ainda trabalha na pesquisa, mas já tem dados de números aproximados, de janeiro a outubro de 2017. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »