05/09/2018 às 14h23min - Atualizada em 05/09/2018 às 14h23min

Museu de Bragança: Secretária de Cultura fala em obra de qualidade questionável

Foto: JBR


O incêndio de grandes proporções que atingiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro, com perdas irreparáveis, está servindo de alerta a gestores de vários museus do país.

O Jornal de Bragança e Região conversou com a secretária de Cultura e Turismo de Bragança, Vanessa Nogueira, que lamentou o ocorrido. “Nos cabe, além da lamentação pela perda de tão importante e singular acervo que causará uma lacuna significativa na história do nosso país, “startar” um alerta sobre a urgência nas políticas públicas que circundam as ações a equipamentos culturais, históricos e turísticos dos municípios”.

Bragança tem dois museus, o do Telefone, fundado em 1976, que fica no antigo prédio da sede da “Companhia Rede Telephonica Bragantina, e o Museu Municipal Oswaldo Russomano, criado em 15 de dezembro de 1966 e que conta com aproximadamente 3.000 peças em seu acervo.

De acordo com a secretária, em meados de 2010, o prédio do “Oswaldo Russomano”, passou por uma reforma e restauro. “Realizada com uma qualidade questionável”, disse Vanessa, ao informar que por isso, houve a abertura de pedido de sindicância por parte da administração atual.

Ela disse ainda que o acervo precisa de proteção. “A Secretaria entende que o prédio precisa de medidas que garantam a segurança do imóvel, visitantes e acervo. Perder um acervo, seria uma perda histórica sem reversão. E para que isso não aconteça, estamos trabalhando com olhar no futuro resguardando o passado’, disse ao citar que as melhorias incluem o telhado, que deverá ser refeito. “Antecipando ações de precauções, já foi inserida na Lei Orçamentária Anual, da Secretaria de Cultura e Turismo, para 2019, uma verba específica para aporte financeiro em melhorias estruturais no local”, disse ao contar que, assim que assumiu a Pasta, em maio de 2018, fez um levantando das demandas urgentes do local para posterior etapa de revitalização.

O Museu Oswaldo Russomano fica na rua Cel. João Leme, 520, no centro. Ele funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados o horário de funcionamento é das 10h às 16h. A entrada é gratuita.

O Museu do Telefone fica na praça José Bonifácio, 126, centro.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »