22/08/2018 às 13h11min - Atualizada em 22/08/2018 às 13h11min

Trânsito piorou, na avaliação da população

Foto: JBR


As obras que deveriam melhorar o trânsito em parte da avenida dos Imigrantes, acabaram piorando a fluidez. Caos é a palavra que a maioria dos motoristas usa para definir o trânsito pós-obras.

O Jornal de Bragança e Região percorreu o trecho entre a praça 9 de julho e avenida Plínio Salgado (que dá acesso ao Circuito das Águas), e observou vários pontos de congestionamentos que antes das obras, não existiam na proporção que está hoje. “A obra não melhorou nada, pelo contrário, está muito pior”, disse uma motorista que tentava chegar até um posto de combustível.

“Não tem mais fluidez, trava tudo, está um caos’, disse um motorista, parado na rotatória do Morro da Balança, e que seguia sentido Lago do Taboão. No local houve um colapso por volta das 17h30 de segunda-feira (20). Até motociclistas não conseguiam espaço para seguir.” Se acontecer um acidente aqui, como é que o resgate vai chegar?”, disse um motoqueiro, também parado.

O dono de uma empresa, na região da Imigrantes, acredita que existe solução. “O prefeito errou feio aqui e, agora, o jeito é contratar um engenheiro de fora, alguém que entenda, de verdade, de trânsito”.

O reflexo do congestionamento tem atingido outras vias paralelas à Imigrantes, como a avenida José Gomes da Rocha Leal e as travessas Riachuelo, Dom Aguirre e Antônio da Cruz. Na região do Lago do Taboão também há congestionamentos, em especial, na avenida Dom Pedro II, no trecho de acesso à rotatória do Habib´s, sentido centro.

O JBR procurou a Prefeitura, mas não obteve retorno sobre os questionamentos. 

A Secretaria responsável pelo projeto e pela fiscalização da obra é a de Mobilidade Urbana. Quem responde, interinamente por ela, é Aniz Abib Junior.

Lembrando...

O prefeito Jesus Chedid (DEM), não está, no momento, ocupando o cargo de chefe do Executivo de Bragança. No dia 14 de agosto, a Câmara votou o pedido de afastamento do prefeito, por 60 dias. Questionada pelo Jornal de Bragança e Região sobre o motivo do novo afastamento, a assessoria disse que é “para tratar de assuntos particulares”.

No entanto, na sessão que votava o pedido, o líder do prefeito, vereador Paulo Mário, disse que o motivo era que Jesus se dedicaria a campanha eleitoral do filho. 

Fontes ouvidas pelo JBR comentam que o motivo real seria sérios problemas de saúde, enfrentados por Chedid.

Em quase dois anos de mandato, essa é a sexta vez que Jesus Chedid se afastou do cargo. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »