21/02/2018 às 20h10min - Atualizada em 21/02/2018 às 20h10min

Família acredita que morte de jovem foi causada pela reação à vacina

“Eu tenho que gritar aos quatro ventos, ele saiu da minha casa em perfeita saúde”, diz mãe da vítima.

Foto: Reprodução Facebook


Foi enterrado na manhã de terça-feira (20), o corpo de Eric Felipe Perinazzo, de 26 anos (foto), que morreu domingo (18), na Unicamp, em Campinas, com sintomas de febre amarela. Mas a família conta que tudo aconteceu após Eric tomar a vacina contra a doença. Segundo a tia dele, Evelin Perinazzo, o jovem, que morava no Jardim Recanto Elisabete, tomou a vacina na Unidade de Saúde Dr.Pedro Megale, na Vila Garcia, na sexta-feira (9). Na madrugada de sábado, ele começou a passar mal.“Na Santa Casa, o médico disse que era garganta inflamada e deu injeção de benzetacil”, contou ao explicar que ele foi piorando.  A família procurou o Hospital Albert Sabin, em Atibaia, onde ele foi encaminhado para a UTI. No sábado (17), ele foi transferido em estado muito grave para a Unicamp, vindo á óbito no domingo. “Foi depois da vacina, sim, que desencadeou esse problema todo”, disse Evelin.

No Facebook, a mãe de Eric, Ana Cristina Marsolli, escreveu. “Desabafo do coração de uma mãe, com o coração sangrando, exames, exames e necropsia, nada disso vai trazer meu tesouro de volta. Mas uma coisa eu tenho que gritar aos quatro ventos: Ele saiu da minha casa em perfeita saúde, sorrindo e cheio de vida, pra tomar essa vacina”.  

Informação confirmada pela tia. “A saúde estava perfeita, ele estava vendendo saúde”. Sobre comentários de que Eric podia já estar com febre amarela quando foi vacinado, a tia diz. “A gente não sabe se ele estava ou não, até porque não existe um teste antes de tomar a vacina”.

Evelin informou que o laudo da Unicamp apontou morte por febre hemorrágica e choque anafilático. A família foi informada de que foi feito a sorologia e que o resultado fica pronto em doze dias úteis.

Casos confirmados

Na sexta-feira (16), a Secretaria da Saúde de Bragança Paulista confirmou duas mortes no município por febre amarela. Um homem de 52 anos e outro de 74 anos. Os dois moravam no bairro Morro Grande da Boa Vista, zona rural.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »