14/03/2016 às 02h39min - Atualizada em 14/03/2016 às 02h39min

Radialista é ameaçado por fazer comentário sobre Carnaval. Polícia investiga o caso

Delegado Seccional, Dr. José Henrique Ventura, recebe denúncia (Foto: JBR)

Um dia após a apuração dos desfiles do Carnaval de Bragança, ocorrido na quarta-feira, 08 de fevereiro, o radialista e também executivo da Rádio O Caminho FM (105,9) e do Jornal de Bragança e Região, Herik Bernardino, foi ameaçado através de um e-mail enviado ao site da emissora www.ocaminhofm.com. O endereço eletrônico informado por quem enviou a mensagem é nove@nove.com.br. A pessoa se identifica como “Sou Nove”. Trecho do recado diz: “Quero ver descer o morro e por o pé na quadra.....#Secuida #Tamarcado”.  
Através do e-mail, o autor demonstrou que não gostou de algum comentário feito pelo radialista durante a transmissão da apuração. “Eu creio que seja porque eu disse que não concordava com o fato de apenas duas escolas, a Nove de Julho e a Dragão Imperial, desfilarem valendo o título. E brinquei perguntando o seguinte: A escola que perder será a vice-campeã ou a última colocada?”, relembra Herik.
No entanto o IP, número de identificação do computador, de onde partiu o e-mail ficou registrado no administrador do site. “A equipe de Felipe Cavalaro, da engenharia de computação da emissora, conseguiu rastrear de onde partiu o e-mail. Com isso, acionamos o Dr. Enzo Montanari, responsável pelo departamento jurídico da rádio, que nos orientou a registrar um boletim de ocorrência e entregarmos à Polícia, juntamente com cópia do e-mail e do rastreamento do IP”, contou Herik.
O delegado Seccional da Polícia Civil de Bragança, Dr. José Henrique Ventura, explicou que ameaça se trata de crime, previsto no artigo 147 do Código Civil, com pena de um a seis meses de prisão ou pagamento de multa. “A imprensa tem de ser livre, não pode ficar refém de ameaças. Essa atitude vai contra o princípio democrático, sendo um cerceamento ao trabalho da imprensa”, disse Dr. Ventura. 
O delegado orienta que qualquer pessoa que sofra ameaças desse gênero, deve fazer o B.O. e passar o maior numero de informações para que a Polícia investigue. “Esse tipo de ameaça anônima é covardia”, frisou Dr. Ventura. 
Relembrando: As demais escolas de samba não desfilaram porque a Prefeitura não repassou verba. As duas escolas que se apresentaram, empataram, dividindo o título de campeã.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »