03/02/2016 às 02h36min - Atualizada em 03/02/2016 às 02h36min

Nove e Dragão desfilam no sábado de Carnaval em Bragança

Foto: Assessoria Acadêmicos da Vila


Apenas duas escolas de samba do grupo especial do Carnaval de Bragança Paulista irão desfilar neste ano. O motivo é que a Prefeitura cortou o repasse de verbas, que até 2015 era feito à Liga Independente das Escolas de Samba de Bragança Paulista (LIESB), que apesar de ser uma entidade independente ainda é subvencionada pelo poder Público. Ela repassava o valor às agremiações.

Com isso, desfilam no sábado as escolas Dragão Imperial e Nove de Julho, as demais não quiseram participar. Cléber Centini Cassali, patrono e presidente de honra da Dragão, disse que a decisão de colocar a escola na rua com recursos próprios foi para manter o Carnaval de Bragança vivo. “Que seja a única vez”.

A Prefeitura está fornecendo a iluminação e pintura da passarela do samba, a Guarda Civil e Ambulâncias.

Não haverá arquibancada, apenas as de concreto estarão disponíveis. A passarela Chico Zamper não será fechada e não haverá qualquer tipo de cobrança de ingresso.

As escolas desfilarão a partir da curva do Campo do São Lourenço. Cada uma delas terá dois carros alegóricos e cerca de 400 componentes.

Cléber explicou que haverá julgamento feito por julgadores de São Paulo e que o regulamento foi alterado para que não haja rebaixamento da escola que ficar em segundo e ao mesmo tempo em último lugar. Mas o título de campeã será oficial, já que o evento é promovido pela Liesb.

A Acadêmicos da Vila (foto), campeã do Carnaval 2015, decidiu não desfilar. Segundo João Afonso Sólis, o Jango, presidente da agremiação, o motivo é a falta de estrutura. “Não vamos colocar a escola na avenida sem estrutura, sem segurança suficiente, sem o fechamento da passarela. Não vamos correr esse risco”, explicou.

A primeira escola a desfilar é a Nove de Julho, às 21h30 e Dragão Imperial às 22h30.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »