13/01/2016 às 01h16min - Atualizada em 13/01/2016 às 01h16min

Terminais de Conforto continuam só na promessa, mas tarifa deve subir

Foto: Arquivo JBR


Lá se foram dois anos e nenhum sinal dos Terminais de Conforto, prometidos pelo prefeito Fernão Dias da Silva Leme (PT), em dezembro de 2014, ao anunciar o reajuste da tarifa de ônibus, que passou de R$ 2,80 para os atuais R$ 3,40.  O dois terminais anunciados seriam construídos na praça 9 Julho e no Parque dos Estados. Na época, o prefeito disse. “Os terminais de conforto serão de acrílico e equipados com ar condicionado; o local será amplo para as pessoas sentarem, vai ser monitorado por GPS, mostrando o tempo que o ônibus levará para chegar até aquele ponto”. No entanto, hoje, dois anos depois, os Terminais de Conforto continuam só no papel. Enquanto isso, os bragantinos já estão a beira de ver um novo reajuste.

O Jornal de Bragança e Região questionou o Executivo sobre a construção dos terminais, que através da Divisão de Imprensa (Dimp), afirmou que eles serão construídos, sendo que o da praça 9 de Julho está em fase final de revisão do projeto para a abertura da licitação, e o do Parque dos Estados está em estudo. Quanto a previsão de início das obras, a Dimp informou que a da praça 9 de julho é para o primeiro semestre de 2016 e o do Parque dos Estados para quando o  projeto for viabilizado. Como está em fase de revisão, ainda não há valor estimado das obras, segundo a Imprensa.

Já a tarifa, deve aumentar. A empresa Nossa Senhora de Fátima pediu um reajuste de 18%, o que elevaria a taxa de R$ 3,40 para R$ 4,02. A prefeitura está avaliando a proposta, mas ainda não tem um valor aprovado.

Situação dos Pontos

A passagem aumenta, mas nem sinal dos Terminais de Conforto. Enquanto isso, os usuários do transporte público de Bragança são obrigados a esperar os ônibus em pontos antigos, ultrapassados, sem manutenção e que não protegem ninguém da chuva.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »