24/08/2021 às 10h42min - Atualizada em 24/08/2021 às 10h42min

Vereador acusado de importunação sexual apresenta defesa à Comissão de Ética

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Bragança Paulista marcou a próxima reunião para quarta-feira (25), às 10h30. O grupo, formado pelas vereadoras Fabiana Alessandri (presidente) e Rita Leme (vice) e os vereadores Tião do Fórum (relator), Miguel Lopes e Ismael Brasilino, decide se dá prosseguimento à apuração de denúncias de importunação sexual apresentadas contra o vereador Eduardo Simões (Patriota).
 
Na última sexta-feira (20), o vereador Eduardo Simões apresentou a sua defesa por escrito. A Comissão de Ética vai agora analisar o documento e decidir se prossegue com a apuração.  O Departmento de Comunicação da Câmara não deu nenhuma informação sobre o conteúdo da defesa apresentada pelo vereador. 
 
A reunião da Comissão de Ética é aberta e pode ser acompanhada presencialmente, na Câmara Municipal, na praça Hafiz Abi Chedid 125, no Jardim América, ou pela internet, no site www.camarabp.sp.gov.br,  e pelas mídias sociais da Câmara.

O Caso

O vereador Eduardo Simões (Patriota), que cumpre seu primeiro mandato na Câmara Municipal de Bragança, está sendo acusado por uma funcionária pública municipal, em cargo de confiança, de importunação sexual.

De acordo com as informações prestadas na realização do Boletim de Ocorrência, a mulher de 31 anos, teria ido à Câmara, antes da sessão de terça-feira (27), e encontrado com o vereador nos corredores, quando ele teria dado um tapa em suas nádegas, dizendo “vagabunda, delícia”.

A funcionária pública, que é lotada na Prefeitura, procurou a Delegacia de Polícia no dia seguinte, na quarta-feira (28), onde relatou os fatos, inclusive, dizendo que não teria sido a primeira vez que ele a importunava.

Na época, o Jornal de Bragança e Região tentou várias vezes ouvir o vereador, que não se manifestou. O espaço segue aberto.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »