21/10/2020 às 21h27min - Atualizada em 21/10/2020 às 21h27min

Conheça as propostas dos candidatos a prefeito para a geração de empregos

Foto: TSE


O desemprego no Brasil bateu recorde no final de setembro, atingindo 13,1 milhões de pessoas. A taxa de 13,8% é a maior da série histórica da pesquisa do IBGE, iniciada em 2012.

Reflexo também da pandemia da Covid-19, o que levou muitas empresas a fecharem as portas.

E, em um ano de Eleições, como este, a pergunta é: Quais as propostas dos candidatos a prefeito para a geração de empregos?

O Jornal de Bragança e Região entrou em contato com os quatro candidatos de Bragança Paulista, sede da região bragantina, para saber o que eles propõem quanto a geração de emprego. A nosso pedido, eles resumiram suas propostas, mas elas podem ser conferidas com mais detalhes, nos programas eleitorais e também em suas redes sociais e sites.

Veja, por ordem alfabética, o que cada um nos enviou diante da pergunta: Qual a proposta para a geração de empregos no município?

Basílio Zecchini (PSD)
 
“Para Desenvolver Bragança, Basilio quer mudar o conceito da Prefeitura ser a maior empregadora da cidade, estimulando a vinda de grandes empresas. Basilio prefeito, vai facilitar e desburocratizar os documentos necessários para as empresas se instalarem na cidade. Chega do empresário ter que sentar na mesa do Prefeito para ter sua empresa autorizada pela Prefeitura! O jeito mais justo, é existir um protocolo onde a proposta seja entregue por meios digitais, de forma rápida e transparente, atraindo o interesse de empresários”.

Jango (PTB)

“É preciso lembrar que estamos em um contexto de pandemia. Devemos pensar primeiro em resgatar a dignidade das pessoas que estão desempregadas e passando dificuldades, através da garantia de direitos básicos, serviços do CRAS e políticas públicas existentes. Para gerar empregos, quero retomar a Casa de Geração de Emprego e Renda que possibilitou capacitação profissional em diversos cursos a milhares de bragantinos, atrair instalação de empresas para Bragança Paulista e estimular o setor da construção civil, que por falta de apoio, ficou parado nos últimos anos”.

Jesus Chedid (DEM)

Vamos promover ações para captação de empreendimentos previstos pelo Pró-Indústria/Pró-Emprego. Vamos realizar campanha publicitária nacional para divulgação dos incentivos. Fazer a readequação dos distritos industriais e criar novos, visando a instalação de unidades industriais nas proximidades das rodovias Fernão Dias e Dom Pedro. Temos uma lei que aliada ao Centro Bragantino de Tecnologia, vai alavancar os empreendimentos geradores de empregos. Propor projeto de lei para criação do programa Auxílio-desemprego pós-pandemia, para propiciar, por um período, renda mínima para compra de alimentos.

Profº Adalberto (PSOL)

Não enviou.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »