14/11/2018 às 15h12min - Atualizada em 14/11/2018 às 15h12min

Domingo tem Parada do Orgulho Gay

Foto: Reprodução Facebook


Com o tema “Igualdade!  Nenhum Direito a Menos”, acontece no domingo (18), em Bragança, a XII Parada do Orgulho Gay, que faz parte do Calendário Oficial de eventos do município. A concentração será na Travessa Riachuelo, no centro de Bragança, próximo à Câmara Municipal. De lá, ao som de um trio-elétrico, os participantes seguem até a Concha Acústica, onde ocorrem shows e a apresentação de Priscila Drag.

Antes da Parada, teve a XI Semana da Diversidade Sexual, com palestras sobre prevenção, políticas inclusivas e família e trabalho. 

Transgenêro

Nessa edição, o Jornal de Bragança e Região traz a história da transgênero Dara Dandara Munhoz, uma história de superação, já que nasceu em uma família tradicional Cristã Evangélica, o que tornou a aceitação mais difícil. Ela conta que aos 4 anos de idade, já sentia que era diferente e que gostava de coisas de meninas “Levei várias palmadas por isso, sofri bullying na escola. Vivi dentro do armário até os 20 anos”, contou ao explicar que só depois, com a ajuda de um psicólogo, é que pode entender o que acontecia com ela. “Me libertei e me reconheci como trasngênero feminino e comecei a me vestir como mulher, mas escondido da família”, disse ao contar que também começou a fazer tratamento hormonal e, aos poucos o corpo dela foi modificando e os cabelos crescendo. Aos 25 anos, Dará se assumiu. “Hoje me olho no espelho e me vejo como mulher completa, me sinto feliz e realizada”.

Mas a família sofreu, porém com diálogo ela foi aceita e é bem respeitada e amada pelos pais, mas na religião que frequenta não. “Por isso não frequento mais, mas me considero uma trans Cristã”.

Dara é independente, inclusive financeiramente. Há muitos anos, ela trabalha no setor de hotelaria em Bragança, onde entrou como menino. “Agora sou menina, mas devido a mente aberta do meu superior, que me ajudou nessa fase de transição, eu sou muito respeitada pelos colegas”, frisou ao contar que nas horas de lazer, em casa, gosta de tocar teclado.

Nome Social


A eleição presidencial deste ano, foi especial para Dara Dandara, que pela primeira vez foi votar com o título tendo o seu nome social.  “Foi emocionante”, resumiu ao contar que está solteira e ao passar o seu Instagram @daradandara_munhoz. Ela também está no Facebook, onde é bastante popular. 

Musa da Parada

A Musa da Parada do Orgulho Gay 2018, é Bárbara Barbieri, que tem 23 anos. É a primeira vez dela como musa e o primeiro ano como Drag Queen.  Ela foi eleita no concurso realizado pela presidente da Parada, Juma, que é quem organiza o evento desde o início.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »