15/01/2015 às 14h14min - Atualizada em 15/01/2015 às 14h14min

Terminal de Conforto ainda não saiu do papel

Foto: JBR

Há um ano o prefeito de Bragança, Fernão Dias, autorizou a empresa Nossa Senhora de Fátima Auto Ônibus, concessionária do transporte público no município, a aumentar a passagem que passou de R$ 2,80 para R$ 3,10.

Junto com o aumento veio a promessa de que a empresa construiria dois Terminais de Conforto, um no bairro do Taboão, zona sul de Bragança e o outro no Parque dos Estados, zona norte. Na época o prefeito disse. “Os terminais de conforto serão de acrílico e equipados com ar condicionado; o local será amplo para as pessoas sentarem, vai ser monitorado por GPS, mostrando o tempo que o ônibus levará para chegar até aquele ponto”. Na mesma entrevista o prefeito informou que os terminais ficariam prontos até o final de 2014.

Hoje, janeiro de 2015, um mês após o prazo prometido pelo prefeito, as obras ainda não saíram do papel.

Questionada pelo Jornal de Bragança e Região, a Empresa N.S. Fátima Auto Ônibus disse que a obra do Taboão ainda não começou, pois depende da Prefeitura disponibilizar o espaço, que segundo o engenheiro da empresa, Luis  Antonio Duarte, é onde fica a “Maria Fumaça”. Quanto ao Terminal do Parque dos Estados, segundo ele, o local ainda não foi definido, o que também depende de acordo entre a N.S. Fátima e a Prefeitura.

O prefeito explicou ao Jornal de Bragança e Região que a construção dos terminais é de responsabilidade da N.S. Fátima, mas confirmou que a obra dependia de autorização da Prefeitura. “O Terminal será construído na Praça Nove de Julho, que vai passar por revitalização e precisávamos de um parecer do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Artístico e Cultural (Condephac). Agora chegamos ao consenso”, disse ao apontar que outro fator foi a crise financeira pela qual a empresa de ônibus passou.

Luis Antonio Duarte, disse que teve acesso ao projeto de construção dos terminais, entregue na segunda-feira,12, ao diretor da empresa, José Luis Rodrigues. Segundo o engenheiro, o projeto prevê que o Terminal do Taboão, ficará ao lado da “Maria Fumaça” e que, entre outras coisas, ele terá lanchonete, administração e sanitários. “Será melhor que um Terminal de Conforto, pois ele integrará a Maria Fumaça”, contou ao informar que o Terminal só será entregue junto com a revitalização da praça. “Só vamos dar início a obra, quando tivermos autorização para dar início”, disse ao reforçar que quanto ao Terminal de Conforto do Parque dos Estados, este só será construído quando houver definição do local.

Quanto ao prazo para que os terminais fiquem prontos o prefeito falou. “Eles vão levar o tempo que for necessário”.

Enquanto os Terminais de Conforto não saem do papel, os usuários do transporte público de Bragança continuam utilizando pontos de ônibus arcaicos, sem qualquer tipo de proteção das tempestades com fortes rajadas de vento, tendo inclusive, que subirem nos assentos para se protegerem. A situação se agrava nos pontos sem qualquer tipo de cobertura e assento.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »