16/12/2015 às 00h56min - Atualizada em 16/12/2015 às 00h56min

Demora na expedição de documentos gera reclamações sobre Poupa Tempo

Foto: JBR


Ao invés de ter o tempo poupado ao procurar atendimento no Poupa Tempo, Marconi da Silva, diz que perdeu muito tempo para conseguir retirar sua Carteira Nacional de Habilitação, a primeira.

O mesmo acontece com Adriana Moraes que há mais de sessenta dias não consegue o acesso a um processo que, segundo ela deveria ser entregue em um mês.

Marconi contou que deveria ter retirado a Carteira de Habilitação no dia 20 de novembro, data que ansioso compareceu a unidade. No entanto, foi informado que o documento não estava pronto e agendando uma nova data. Ele voltou ao Poupa Tempo, cinco dias depois, mas nada de conseguir a CNH. “Me disseram que havia falta de funcionários”. Marconi foi à agência várias vezes, além de ligar todos os dias. “Depois de perder a paciência e ser grosso ao telefone, me entregaram a habilitação”, contou.

Adriana ainda não teve o problema solucionado e assim como Marconi, ela procurou o Jornal de Bragança e Região e contou que vendeu uma moto, fez a transferência, mas não se atentou que tinha de fazer o “comunicado de venda”. Com isso os pontos referentes à infração de trânsito, da atual proprietária da moto, foram parar na CNH de Adriana. Ela então montou um processo e deu entrada no Poupa Tempo e aguarda o julgamento. O prazo dado, segundo ela, foi de um mês “Já faz mais de sessenta dias que dei entrada e até agora nenhuma resposta e, enquanto isso, não posso dirigir porque minha Carteira de Habilitação atingiu os pontos, está estourada”.

O Jornal de Bragança e Região ouviu a assessoria do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran/SP), que identificou os dois casos. “A autoescola, em que o cidadão (Marconi) se matriculou fez o protocolo para emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) somente no dia 7 de dezembro de 2015, sendo que o candidato concluiu o exame prático de habilitação em 5 de novembro de 2015. A CNH foi emitida dois dias depois, em 9 de dezembro, e entregue em 11 de dezembro”, explicou ao informar que serviços gerais de habilitação ficam prontos em três dias úteis. 

Sobre o outro caso apresentado pela reportagem, o Detran/SP pediu desculpas à cidadã pelo atraso no julgamento do recurso, ocasionado por uma falha no sistema. “A defesa prévia do recurso em questão já foi julgada e o resultado pode ser consultado pela condutora na unidade de trânsito”, informou.

O Detran ressaltou ainda que as emissões dos documentos estão dentro das metas estabelecidas pela administração e que a unidade do Detran/SP em Bragança Paulista permanece com 13 funcionários.

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »