08/04/2015 às 15h52min - Atualizada em 08/04/2015 às 15h52min

Prefeito de Atibaia abre as “portas” da cidade para Edmir Chedid

Foto: ALESP

As eleições municipais acontecem daqui a um ano e meio, em outubro de 2016. Apesar de parecer estar longe, as alianças e apoios políticos já começaram. Em Atibaia o prefeito Saulo (PSD) e o deputado estadual Edmir Chedid (DEM) passaram a aparecer juntos publicamente. O objetivo, segundo algumas fontes ouvidas pelo Jornal de Bragança e Região, é a reeleição de Saulo.

 Já para o deputado, dizem as fontes ouvidas, a vantagem seria a abertura que passa a ter na cidade e o apoio da máquina administrativa.  No entanto Edmir é discreto ao falar sobre essa união. “O prefeito Saulo tem apresentado muitas demandas do município em diversas áreas e estou muito empenhado em trabalhar pela cidade e pelo povo”, disse ao lembrar que ele foi o candidato a deputado mais votado em Atibaia. Outra pergunta feita ao parlamentar foi se a união tem o objetivo de “neutralizar” Beto Tricoli.  Ao responder, Edmir  não foi direto, mas falou que a política não tem lugar para quem não trabalha. “Nosso trabalho é muito extenso e o modelo de gestão política atual não tem mais espaço para quem não trabalha.”, frisou.

Já o prefeito Saulo afirma que o objetivo da união com o deputado é viabilizar melhorias para a população, desenvolver equipamentos públicos e investir em setores básicos como saúde, educação e infraestrutura urbana. Quanto a “neutralizar” a campanha de Beto Tricoli, Saulo pondera. “Não dá para fazer suposições ou especular sobre o panorama das eleições nesse momento. O ato de “fazer política” exige pé no chão e responsabilidade. Acreditamos que, na política, somente a união de esforços pode proporcionar melhorias efetivas para a população”, disse.

O Jornal de Bragança e Região também ouviu o político Beto Tricoli, que disse que a aliança do Edmir com o Saulo é inegável, e a prova é que Roberta Barsotti, esposa de Wanderley Souza, candidato à prefeito em 2012, apoiado por Edmir, assumiu a secretaria de Cultura e Eventos, que tem como assessor de Cultura, Cleber Centini Cassali, ex-secretário de Cultura e Turismo de Bragança, na gestão do Grupo Chedid e que recentemente era secretário de Turismo em Serra Negra, também por indicação do deputado. Beto espera que a aliança de Edmir e Saulo seja boa para a cidade. “Tem muita coisa que o Saulo prometeu e resta 1 ano e meio de mandato. Já o Edmir, nunca correspondeu aos votos que teve em Atibaia, essa é uma oportunidade para ele. Espero não ser alvo, que não me atrapalhem, até porque, estou apto para disputar as eleições de 2016 e 2018, a justiça decidiu que sou ficha limpa. Sinceramente, não estou preocupado com a aliança deles”, encerrou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »