18/04/2017 às 11h19min - Atualizada em 18/04/2017 às 11h19min

Enchentes: Prefeito Saulo (PSB), cobra ajuda do Estado

Prefeito diz que Alckmin prometeu verba para desassorear rio Atibaia (Foto: JBR)


Em entrevista coletiva sobre os 100 dias de governo, o prefeito reeleito, Saulo Pedroso (PSB), falou sobre a promessa do governador Geraldo Alckmin (PSDB), de ajudar o município no combate às enchentes.

Após ser questionado pelo Jornal de Bragança e Região sobre o tema, o prefeito relembrou uma visita do governador ao município de Bom Jesus dos Perdões, em 2013, quando recebeu o título de cidadão Perdoense, tendo após uma reunião se comprometido com Saulo, a liberar aproximadamente R$ 7,5 milhões, para o desassoreamento do Rio Atibaia. Promessa ainda não cumprida. De acordo com o prefeito, o valor atualizado para a obra, gira em torno de R$ 10 a R$ 12 milhões.

O prefeito frisou ainda, que de acordo com um projeto do Departamento de Águas e Energia do Estado (DAEE), o valor estimado para acabar com as enchentes no município é de aproximadamente R$ 100 milhões. “Desde 2014, a única coisa que peço como prioridade para o governador, é isso (desassoreamento do Rio Atibaia)”, disse o prefeito.

Dois dias após dar entrevista coletiva, a assessoria de imprensa do prefeito Saulo, informou, no dia 12 de abril, que ele esteve em uma reunião na Casa Civil, onde cobrou a promessa feita por Alckmin e solicitou o envio de dragas para fazer o desassoreamento do Rio Atibaia. Ainda de acordo com a assessoria, logo após o encontro, o prefeito foi informado que o Governo estaria liberando as dragas. 

A necessidade de uso de dragas foi apontado em um estudo do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo), realizado a pedido do próprio Governo do Estado em 2011. 

A prefeitura informou ainda, que além do Rio Atibaia, é necessário desassorear os lagos do Jardim Paulista, Jardim do Lago e Major. 

De acordo com a assessoria de imprensa da Casa Civil, “O equipamento (draga) será cedido ao município pelo DAEE. A doação passa atualmente pelos trâmites de ordens técnicas e documentais para que ela seja efetivada. O equipamento estará à disposição do município assim que essas formalidades legais forem cumpridas”.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »