28/10/2020 às 21h34min - Atualizada em 28/10/2020 às 21h34min

Primeira morte por coronavírus completou 6 meses. Outras 85 ocorreram nesse período



A primeira morte por Covid-19, registrada em Bragança, foi no dia 2 de abril, portanto, completou no dia 2 de outubro, seis meses. De lá, para cá, outras 85 pessoas evoluíram a óbito nesse mesmo período, totalizando 86 mortes.

O primeiro óbito foi de um homem de 75 anos, e a mais recente, referente a dados atualizados na segunda-feira, 26 de outubro, foi de uma mulher de 66 anos, que estava internada em leito de UTI.

Nesses seis meses, exatamente do dia 2 de abril a 2 de outubro, quando eram 74 mortes, Bragança teve cerca de 12 mortes por mês, ou 3 por semana.

Nesse período, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Bragança, o mês mais crítico, foi o início de setembro. “Foi na primeira quinzena de setembro, com 14 óbitos confirmados”, disse Marina de Oliveira, secretária municipal de Saúde. “É muito triste pra gente e para o município. No entanto, se comparar com outros municípios e também outros Estados, a nossa taxa de mortalidade é baixa e, isso, se deve aos esforços no sentido de contingenciar a Covid-19, sem desassistir as demais demandas de saúde existentes, com intervenções em diferentes eixos”.
 
Contaminações


De acordo com o último monitoramento de casos de Covid-19, disponibilizado pela Secretaria de Saúde, o mesmo demonstra que houve uma evolução bem rápida entre julho e agosto, em que posteriormente ocorreu uma queda gradual até a data de 20 de outubro, mantendo uma média de 30 notificações por dia, em que o pico foi de 100 notificações dia. “Se observarmos essas notificações das distribuições de casos confirmados e descartados, percebe-se que houve uma diminuição de casos confirmados, mas ela ainda é crescente, dessa forma, não podemos considerar que a pandemia acabou”, disse a secretária ao reforçar a necessidade de manter o distanciamento social, usar máscara de proteção facial, álcool em gel, além da higienização correta das mãos.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »