02/09/2020 às 14h49min - Atualizada em 02/09/2020 às 14h49min

Energisa entrega ventiladores pulmonares a hospitais do Sul de Minas

Foto: Assessoria Energisa


O Grupo Energisa iniciou a entrega de 38 ventiladores pulmonares doados para o tratamento de Covid-19. No sul de Minas Gerais, região atendida pela Energisa Sul-Sudeste, foram destinados seis equipamentos para hospitais das localidades de Extrema, Camanducaia, Monte Verde e Cambuí, que foram entregues no dia 21 de agosto. Além da região sul de Minas, os ventiladores também foram entregues na região da Zona da Mata e, posteriormente, os estados do Tocantins, Mato Grosso e Paraíba, também receberão os equipamentos. A doação é em parceria com a Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), e mostra um avanço em termos de inovação, já que foram desenvolvidos com tecnologia 100% nacional em tempo recorde, sendo mais fáceis de manusear e com custo reduzido em relação a modelos semelhantes do mercado.

Segundo a Energisa, os aparelhos são para o Hospital Maternidade São Lucas, de Extrema; Associação Beneficente de Monte Verde e Hospital Ana Moreira Salles, de Cambuí. Sendo duas unidades para cada um deles.

Segundo a assessoria de imprensa da Energisa, para esta iniciativa, a Concessionária doou R$ 570 mil. Os recursos fazem parte do Movimento Energia do Bem, liderado pela empresa, que totaliza R$ 8 milhões destinados a ações em diversas frentes de combate ao coronavírus. “Mais do que fornecer energia elétrica, temos um compromisso social com as comunidades onde estamos presentes. Nossa atuação se faz ainda mais necessária neste momento difícil para todos. Trata-se de um esforço conjunto para salvar vidas, uma vez que os aparelhos são fundamentais para o tratamento na fase crítica da doença”, afirma Daniele Salomão, vice-presidente de Gente e Gestão da Energisa.

Para Gabriel Alves Pereira Junior, diretorpresidente da Energisa Sul-Sudeste, a iniciativa é muito importante e contribui de forma significativa para o tratamento dos pacientes que dependem desses equipamentos. “Estamos vivendo um momento delicado e que requer a união de forças para dar suporte aos pacientes de Covid-19. Esses equipamentos vão ajudar no tratamento dessas pessoas e salvar vidas. Além disso, passada a pandemia, estes equipamentos continuarão ajudando os médicos destas localidades no tratamento das enfermidades respiratórias” disse.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »